Pra ler: Martha Medeiros.

18:26

Nas férias um dos meus maiores passa tempos é a leitura. Não falo muito do assunto aqui no blog, mas sou apaixonada por literatura, principalmente quando se trata de romance e mitologia. Antes de acabar as aulas peguei esse livro emprestado com a Dani que é minha professora de literatura e fiquei encantada com o modo como a Martha Medeiros descreve o sentimento da perda nesse livro.


A narradora de “Fora de Mim”, livro de Martha Medeiros (editora Objetiva), começa seu relato emotivo comparando-se a um sobrevivente de um acidente de avião. Fala especificamente do assustador momento em que se percebe a perda de altitude, a turbina sem potência, a grande tragédia tão próxima quanto irremediável. E, depois, o estrondo, o aterrorizante barulho da desgraça e, enfim, o silêncio da morte, do fim.
Não há um acidente aéreo de fato no enredo da autora gaúcha. Martha usa a imagem como metáfora de outro momento trágico na vida de sua personagem: o fim de um relacionamento. Por mais que a narradora já comece seu relato afirmando que sabia do fim, que aquela era “uma viagem sem destino”, perder o homem que ela ainda ama parece um golpe tão fatal quanto o despencar de uma aeronave.

Gente, o livro é ótimo e super recomendo, vale muito a pena a leitura a história é super sensível e rapidamente você vai se identificar com algumas situações vividas por você. Agora que tal saber um pouco mais sobe a Martha Medeiros?


Nascida em Alagoas, filha de José Bernardo Barreto de Medeiros e Isabel Mattos de Medeiros, é colunista do jornal Zero Hora de Porto Alegre, e de O Globo, do Rio de Janeiro. Casou-se com o publicitário Luiz Telmo de Oliveira Ramos e tem duas filhas. Estudou no Colégio Nossa Senhora do Bom Conselho, tradicional de Porto Alegre, localizado nos arredores do bairro Moinhos de Vento. Formou-se em 1982 na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre.

Trabalhou em propaganda e publicidade, mas logo se sentiu frustrada com a carreira. Quando seu marido recebeu uma proposta de trabalho noChile, decidiu que uma mudança de país seria uma ótima oportunidade para dar um tempo na profissão. Esta estada de nove meses no Chile, na qual passou escrevendo poesia, acabou sendo um divisor de águas na sua vida. Quando voltou para Porto Alegre, começou a escrever crônicaspara jornal e, a partir daí, sua carreira literária deslanchou.


Você gostam de ler, quais autores são seu preferidos? Comenta aí gente!

You Might Also Like

0 COMENTÁRIOS

FÃ PAGE

PINTEREST