Primeira semana do ano

19:02

Depois de quase uma semana do início do ano ela já se conformara em não cumprir todos os objetivos da lista feita no dia 31, olhando pro teto enquanto morria um pouco por causa da cólica, Ana refletia sobre o sentido do universo e tudo mais. Passada euforia de virar uma noite dançando e abraçar o amigos gritando ao mundo feliz ano novo, Ana se entorpecia de tédio largada no sofá, lamentando o fato de um novo ano não desaparecer com suas cólicas de sempre.

Ana ainda se perguntava o que esperar dos próximos 300 e seilá quantos dias, ela se sentia meio ridícula por saber que ondas quebravam em alguma praia paradisíaca e neve caia em algum lugar romântico e gelado. Ana poderia estar em qualquer lugar do mundo mas estava ali, jogada  no seu velho, aconchegante e empoeirado sofá. Entender que ela era pequena e o mundo grande demais, era um tanto quanto complicado. Pra quem sempre quis ter o mundo nas mãos, um futuro que provavelmente reservaria um marido barrigudo, uns dois filhos e uma casa comum, com um carro comum, em algum lugar comum, jamais seria o suficiente.

Agora mais do que nunca Ana caminha em direção a um futuro que é mais seu do que tudo, que tem mais confusão e menos rotina, mais diversão e assim mesmo muito trabalho, mais trabalho e menos amores, mais sorrisos e menos lágrimas. Pelo menos é assim que ela imagina. Nesse estágio da vida ela provavelmente estará mais perto de si mesma do que de qualquer outra pessoa e fará mais por si mesma do que por qualquer pessoa, não que Ana seja egoísta, Ana só que ser feliz.

Ana tem um trabalho duro pela frente, ela precisa provar que é capaz de ir na contra mão do mundo e mesmo assim ter uma vida plena e bem sucedida. Ana não precisa ser médica, nem advogada, nem engenheira, nem dentista, nem arquiteta, pode ser que Ana goste de joga vídeo game e só, de que importa? É o que ela sabe fazer de melhor, tenho certeza que ela ganharia de você.

Ana ainda está jogada no sofá, Ana pode ser eu, pode ser você, pode ser qualquer pessoa que queira ser apenas diferente e que não queria em momento algum realizar as expectativas de alguém. Ana não quer entrar na academia,  não quer fazer dieta e não quer encontrar um namorado novo. Ela só quer deixar o mundo girar e girar, enquanto ela existir, ao som da sua musica predileta.

You Might Also Like

0 COMENTÁRIOS

FÃ PAGE

PINTEREST