Me dê a mão

18:08

   Se eu pedir tua mão você me dá? Me dá só para eu soltar e te deixar e ir. Me dê sua mão para eu te abandonar e para você sentir, que amar dói, confiar destrói e solidão não mata, transforma. Me dê a mão para você se apaixonar, para eu virar as costas, para você sentir o que eu senti e para assimilar, pensar e ver, além do seu nariz.

  Deixa eu te enganar e te iludir, deixa? Não vai doer nada, você nem vai saber. Quem sabe só depois, se eu cansar de te iludir. Veste a minha pele, pra sentir na sua, o que eu passei.

  Meu coração não é de pedra, ele bate e não sai faísca, só respira e pira, com todas as suas loucuras. Meu coração não é de pedra, ele ama e se envolve na trama, se prende nos laços e não consegue fugir. Quem dera eu ter tua maldade, quem dera eu ter coragem de abraçar e depois soltar, de amar e odiar, de fingir, de colocar meu coração contra o seu, olhar nos olhos e mentir.

  Eu inspiro, expiro, deixo entrar o ar e depois sair, deixo lágrima se formar e depois cair, deixo os ponteiros girarem e o tempo passar, mudar, transformar e ir. Até que a paz se estabeleça, o coração acalme e as mãos descansem sem procurar as suas, consciente de que você às soltariam.

You Might Also Like

0 COMENTÁRIOS

FÃ PAGE

PINTEREST