Mais um sobre amor, com muito amor

22:08


Sou romântica incorrigível, meus textos não negam isso, principalmente quando eu permito que todo o meu amor extravase meus pensamentos e transborde sobre as minhas palavras. Eu sou suspeita pra falar de amor.

 Mas eu amo e vou falar mesmo assim.

Ele é o meu vício e eu não estou nem um pouco interessada em reabilitação. De tanto amar as palavras, os livros, os autores, depois de amar tudo e amar a mim eu relsovi amar alguém. Então eu cultivei amor. Eu vivi as primaveras mais floridas, outras nem tanto. Eu aprendi a sentir calor no inverno, também aprendi como é triste sentir frio no verão. No outono eu fui feliz, fui triste, fui neutra, mas sempre fui “nós”. Sempre fomos e ainda somos nós. 

Eu aprendi a crescer junto. Havia uma tela em branco na minha frente e nela eu resolvi pintar amor, porque amor é a cor mais bonita, isso foi ele quem me ensinou. Eu posso não saber de nada, ou talvez saiba mais do que eu pense, afinal 5 anos de relacionamento não são 50, mas eu sei que amor mata.E se for pra morrer de amor eu prefiro que seja lentamente... com vários netos correndo no quintal e vários albuns que mostrem fotos dos momentos mais felizes, que só existiram depois de superar cada briga, depois de desperdiçar tantas lágrimas. Porque eu ainda acredito em amor verdadeiro e sei que este dura a vida toda.

Podem me chamar de antiquada, não vai ser a primeira vez, mas como certa vez eu disse, o amor está enraizado em mim como se aqui tivesse sido esculpido para permanecer enquanto eu viver. Eu sempre quis encontrar o amor da minha vida, e eu nem queria que ele viesse em um cavalo branco. De fato ele não veio, mas despertou em mim tudo o que eu esperei sentir. Como poetisa eu me tornei vento, me tornei brisa e certas vezes tempestade. Ele me completa, talvez seja ele minha sanidade. Não é novidade, louca eu sempre fui, mas amar alguém não é questão de estar lúcido. É questão de encontrar o que faz sua loucura fazer sentido.

Eu encontrei.

Ele em si é o meu poema, eu então sou poesia. 


Tainá Yasmim

You Might Also Like

0 COMENTÁRIOS

FÃ PAGE

PINTEREST